Somos a energia que estamos gerando

Somos o resultado de toda energia gerada, por nós mesmos, consciente ou inconscientemente. Tudo que pensamos, sentimos e fazemos gera energias determinantes dos resultados de nossas interações, internas e externas. As energias geradas nos afetam e afetam, também, nosso ambiente.

Que tipo de energia você vem gerando? Energia de baixa frequência ou de alta frequência? Energias de baixa frequência geram doenças e, dessa forma, a energia gerada determina um estado saudável ou não. Você já se perguntou: “qual o tipo de energia que estou gerando?”

Se você é uma pessoa feliz, que não critica, não julga e acolhe o próximo, você é uma pessoa saudável. Sua saúde em todos os aspectos estará em equilíbrio, com a energia fluindo, gerando bem-estar e harmonia, interna e externamente.

Por esse motivo, é muito importante o autoconhecimento, o conhecer-se a si mesmo. A partir desse olhar interno, deixamos de olhar os problemas e defeitos alheios e começamos a prestar atenção em nossos pensamentos, emoções e sentimentos. Quando nos autopercebemos, iniciamos a primeira etapa para efetuar uma mudança significativa em nossa vida. Após a autopercepção, podemos corrigir nossos pensamentos e sentimentos distorcidos.

Você já refletiu sobre o porquê de não estar conseguindo alcançar os resultados que deseja? Lamento informar, mas a causa é interna, ou seja, está dentro de você, de seus processos internos e não fora. É muito fácil e mais cômodo, colocar a culpa em pessoas, na situação do país, nas condições estabelecidas por algum setor, mas isso não resolve seus problemas e suas distorções. Você não consegue o que quer, porque as energias geradas por você estão criando bloqueios energéticos, emocionais e mentais. Esses bloqueios, se não trabalhados, devidamente, geram sintomas físicos desencadeantes de doenças.

Através de um processo de desenvolvimento pessoal, você obtém autoconhecimento, que o possibilitará corrigir pensamentos distorcidos, crenças disfuncionais e limitantes, transformando seus resultados. Você está disposto a se libertar de suas limitações? Se a resposta for sim, comece agora a tomar ciência de seus processos internos. Assuma a autorresponsabilidade, que é determinante para sair do papel de vítima. Comece, desde já, a ficar atento a seus pensamentos, sentimentos e emoções. Através da autopercepção, você terá condições de mudar seus processos internos para, assim, obter os resultados que deseja.

Observe se você está revivendo, no presente, situações que já aconteceram. Você está repetindo os mesmos pensamentos? Está preso a alguma situação, que considera negativa, ou a algum acidente? Então, é o momento de mudar. Mude seus paradigmas. Coloque-se em estado de presença, ou seja, sempre que se auto-perceber em energias negativas, respire profundamente algumas vezes e traga sua atenção para o seu corpo. Perceba seu corpo, desafie e corrija os pensamentos distorcidos. Dessa maneira, você entrará num estado de fluxo, onde a energia saudável fluirá por todo seu corpo, sem bloqueios e facilitará sua clareza mental, para mudar o que necessita ser mudado. Pratique essa técnica o máximo possível, desapegue-se do sofrimento e comece a viver sem medo, sem limitações. Confie. Você pode, consegue e merece o melhor, desde que faça a sua parte. Nunca desista de você. Volte sua atenção para você, para seu mundo interno.

Quando corrigimos nosso fluxo interno, geramos energias saudáveis e tudo muda ao nosso entorno. Temos e sentimos mais paz. Emitimos mais luz para nossos ambientes, pessoas, natureza e somos mais felizes. Para sermos felizes, temos de fazer a nossa parte, ou seja, limpar nosso campo áurico. Fazer uma faxina mental, emocional e espiritual. Os resultados são excelentes! Vale a pena. Muita paz, luz e amor!

Anete L. Blefari
anete@sermelhorepleno.com.br
www.sermelhorepleno.com.br



WhatsApp chat