dinheiro

Sua relação com o dinheiro

É útil saber que prosperidade é um recurso que flui através de nós. Nós somos um canal para a abundância, portanto, somos nós mesmos que escolhemos como canalizar esse recurso.

Dinheiro não determina quem você é; é simplesmente um recurso. O importante é ter uma força interna de autovalorização sobre si mesmo. Dinheiro é objeto e não sujeito; é um objeto externo. Nosso valor, como pessoa, não vem absolutamente do dinheiro. Dessa forma, quando paramos de comparar nosso autovalor com o dinheiro, as possibilidades surgem e o medo se esvai.

O que nos impede de ter abundância, prosperidade na vida? Muitos criam barreiras que limitam o sucesso financeiro, porque acreditam não merecer a abundância, ou que o sucesso não faz parte de sua vida. Quando se tem crenças limitantes inconscientes sobre dinheiro é muito difícil, sem ajuda profissional, sair dessa limitação, pois a mente inconsciente impedirá a chegada do sucesso.

Aquilo que acreditamos, em nível inconsciente, é como uma profecia auto-realizável. Podemos nos esforçar muito, mas seremos impedidos pelas crenças e sensações que estão em nível inconsciente. Complicado? Nem tanto, a PNL (Programação Neurolinguística) estuda como nossa mente funciona e trabalha os níveis neurológicos para encontrar o que está nos impedindo de chegar ao sucesso. Os níveis neurológicos trabalhados pela PNL são: o ambiente, comportamentos, capacidades, crenças e valores, identidade e espiritualidade.

Qual o seu problema? Crenças limitantes? Comparação com outras pessoas, amigos, vizinhos, irmãos? Falta de habilidade e conhecimento para gerir adequadamente seus recursos financeiros? Impulsividade para gastar?

Qual a intenção positiva de um comportamento gerador de limitações? Ao descobrirmos e compreendermos a intenção positiva por trás do comportamento, podemos curar a ferida inconsciente que está nos impedindo de alcançar a prosperidade e a abundância.

A identidade é algo que se constrói ao longo do tempo. A pessoa adquire experiências e o cérebro interpreta essas experiências. Os critérios, para nossas escolhas, vêm dessas experiências armazenadas ao longo do tempo. Muitas pessoas têm a tendência de selecionar as negativas e descartar as positivas. Quando fazemos uma escolha pelo negativo, a intenção positiva é a de nos proteger de uma outra experiência negativa. No fim, esquecemos de escolher o positivo. Quando começamos a perceber os aspectos positivos de uma situação, temos condições de integrar esses aspectos e se livrar dos negativos. Com o passar do tempo, situação financeira muda drasticamente e começamos a desenvolver um sentimento mais profundo de autovalor.

O primeiro passo é termos consciência do que realmente queremos. Geralmente as pessoas dizem aquilo que não querem reforçando, assim, suas crenças limitantes. Faz-se necessário formular corretamente os objetivos para poder alcançá-los, trabalhar crenças limitantes, atualizando-as, descobrir qual a intenção positiva de nossos comportamentos sabotadores do sucesso e, por fim, quais nossos valores.

Quem sabe seu sucesso financeiro esteja apenas em uma crença limitante? Vale descobrir e alcançar sua prosperidade tão desejada e merecida.

Anete L. Blefari
Psicoterapeuta e Master Coach
www.institutoessencial.com

No Comments

Post A Comment