Está frustrado e cansado com seu trabalho? É hora de mudar de profissão? Como mudar?

Quando estamos cansados e entediados com nosso dia a dia, geralmente, pensamos em mudar de emprego, de área de atuação, ou até mesmo de profissão. Nesse momento, é conveniente, primeiro, responder às seguintes perguntas, antes de se tomar a decisão final para mudar.

1. Qual o motivo da sua insatisfação no trabalho?

Verifique e analise se sua insatisfação é proveniente do ambiente externo: colegas, chefes, pressão de mercado, ou normas da empresa, que não combinam com seus valores pessoais. Talvez mudando de emprego ou apenas de área de atuação, o problema possa ser resolvido. É o caso de pessoas, por exemplo, formadas em Serviço Social, que podem atuar em empresas privadas ou públicas e não necessariamente em hospitais. Psicólogos que estão descontentes na área clínica, podem mudar para empresas, ou vice-versa.

Porém, antes de tomar uma decisão precipitada o melhor é ter calma e não agir por impulsividade. Se você está exercendo uma função que não lhe traz nenhum prazer, com o tempo pode agravar a frustração e lhe acarretar muitos incômodos físicos e psicológicos. Nesse caso, vale a pena pensar na mudança. Muitas vezes, a mudança de função pode proporcionar a satisfação que se deseja.

2. Você tem os talentos que a profissão desejada exige? Qual o seu perfil?

Caso opte pela mudança de profissão, tenha calma e se prepare com um planejamento estratégico para que a transição ocorra de forma tranquila e segura. É fundamental que tenha autoconhecimento para saber se seus talentos e perfil correspondem aos requeridos pela nova função. Se você é mais técnico e for para uma área que requer comunicação, você pode acabar estressado e decepcionado com as exigências de uma interação social mais intensa do que a que gosta e está acostumado. O contrário também é válido.

3. Quais as habilidades necessárias à nova função?

Pesquise e estude para adquirir as habilidades necessárias para exercer, com segurança e autoconfiança, a nova profissão. Quando nos preparamos, sentimo-nos identificados energeticamente com as novas habilidades e nos harmonizamos para exercê-las, com autoconfiança.

4. Quais as vantagens e as desvantagens em mudar de profissão?

Qual o impacto que essa mudança causará em sua vida? Quais os ganhos que você terá? Quais as perdas? O que permanecerá igual? Faça um comparativo das vantagens e desvantagens.

Uma boa estratégia é ter calma e trabalhar para conquistar satisfação pessoal e profissional. Não faça nada de forma impulsiva ou precipitada. Cuide muito bem de você. Faça um planejamento para que a mudança escolhida ocorra de forma harmoniosa em sua vida.

Há várias formas de ajuda nesse sentido, desde um programa de Coaching até a orientação vocacional e profissional, que se utiliza de um sistema que lhe fornece mais de 30 informações para seu autoconhecimento. Assim, você terá a certeza e a segurança para tomar uma decisão tão importante como essa. O Instituto Essencial oferece esses dois tipos de ajuda. Quer mudar? Planeje-se e realize seus sonhos. Seja feliz!
Anete L. Blefari
Psicoterapeuta Holística e Master Coach
anete@institutoessencial.com
www.institutoessencial.com

No Comments

Post A Comment