Desperte seu Potencial Adormecido

Todos temos sonhos. Geralmente, desde criança, sonhamos em ter determinadas coisas, fazer algo importante, ou já sabemos que profissão queremos exercer.

E, então, o que acontece com nossos sonhos e com nossa vontade de ser quem gostaríamos de ser?

Adolescentes ainda, somos questionados pelos familiares. Quando expressamos o que desejamos ser, geralmente, recebemos impressões negativas a respeito de nossos sonhos.

Somos “bombardeados” com crenças dos outros. E, começamos a duvidar de tudo que sonhamos e de quem gostaríamos de ser. As pessoas mais experientes vão nos colocando dúvidas e nos perdemos em uma grande confusão.

O mercado é difícil. Crença e experiência delas. Difícil para quem? Comparado a que?

Esta profissão não dá dinheiro. Quem disse isso?? Como você sabe disso?

Você é muito jovem para saber como as coisas funcionam. É um modo delas pensarem. Pode não ser verdadeiro.

Falta experiência de vida para você avaliar o que quer. Pressupõe-se, então, “acredite em nós que somos experientes.” E como vamos adquirir nossa experiência? Experimentando, não é?

Mais ou menos dessa forma, caímos nas crenças alheias e armadilhas externas. Conclusão, enterramos nossa vontade de ser quem gostaríamos e nossos sonhos se tornam impossíveis de serem alcançados.

Onde estão seus sonhos? Adormecidos? Viraram pó?

Onde está sua confiança, para acreditar em suas realizações? Em acreditar que você é capaz.

Como está sua autoestima? Baixa energia? Frustrado com sua vida?

Generalizando, tudo isso foi sequestrado pelo ponto de vista de alguns adultos e pelas crenças deles.

Onde ficam nossas crenças? Tudo aquilo que queríamos realizar? Nosso propósito de vida?

Revisando, você é feliz sendo quem você se tornou a partir das crenças, julgamentos e experiências dos outros? Está feliz onde está? Ou está confuso ainda?

Faz o que gosta ou se martiriza e escraviza seu precioso tempo em função do dinheiro mensal que recebe?

Quantas vezes, eu me perguntava: “por que estou presa nessa empresa, em um horário que deve ser cumprido até o último minuto, sendo que gostaria de estar em outro lugar e de outra forma?”

Quanta energia desperdiçada em fazer o que não gostamos de fazer? Em estar onde não queremos estar.

Resultado disso tudo: confusão, ansiedade, estresse, dores no corpo, noites mal dormidas, depressão, raiva, frustração….

Eu pergunto, “será que vale a pena todo esse sacrifício?”  Você é quem você gostaria de ser? Você está fazendo o que gosta?

Avalie sua vida. Faça uma lista de seus sonhos. Em que você acredita, agora?

Liste, tudo o que gosta de fazer e não faz; tudo que gosta de fazer e faz; tudo que não gosta de fazer e faz e tudo que não gosta de fazer e não faz.

O porquê dessa lista?  Para ampliar sua percepção, sua consciência e fazer uma análise crítica e positiva de sua vida atual.

Desperte seu potencial adormecido. Ele existe internamente. Desperte-o. Cuide bem de você. Alcance realização pessoal e seja feliz.

 

Anete L. Blefari
anete@sermelhorepleno.com.br
www.sermelhorepleno.com.br

No Comments

Post A Comment